Conteúdos

O impacto psicológico da acne nos adolescentes

A adolescência é uma época de muitas mudanças, e algumas podem ser difíceis de entender. O corpo de meninas e meninos muda devido aos hormônios, o que também causam acne. Mesmo quando a acne não é muito grave, seu possível impacto psicológico deve ser levado em consideração pelos adultos, para apoiar os adolescentes durante este período sensível e até mesmo perturbador. A palavra-chave é serenidade, pois existem respostas.

Acne: a agitação hormonal e o impacto psicológico

Tanto nas meninas quanto nos meninos, a acne se desenvolve no rosto, mas também, às vezes, nas costas, nos ombros e no peito. Aparece durante a puberdade devido a mudanças hormonais que também são responsáveis pelo desenvolvimento de cabelos, seios, testículos etc.

Esta transição da infância para a adolescência também é acompanhada por mudanças psicológicas e comportamentais que são perfeitamente normais: os adolescentes agora se identificam mais com seus amigos do que com sua família. Eles também ficam muito preocupados com a imagem que estão projetando. E, quando a acne afeta esta imagem, pode ser difícil para alguns lidarem com isso.

Às vezes a acne pode ser um desastre, especialmente quando é severa. O impacto psicológico da acne, muitas vezes combinado com outros elementos, pode até mesmo levar à depressão. Felizmente, é possível limitar este impacto. 

Acne hormonal

“Minha acne começou quando eu tinha 12-13 anos de idade. Ela apareceu primeiro no meu rosto, principalmente na minha testa, queixo e nariz. Depois, tive um pouco de acne nas costas, nos ombros e no colo. Foi uma experiência muito ruim. Meus amigos faziam piadas comigo que me magoavam muito.”

CLÉMENT, 16 ANOS

Como limitar o impacto psicológico da acne

Algumas crenças são difíceis de mudar: por exemplo, que a acne seja o resultado de uma má higiene ou que ela condena o adolescente a não ter nenhuma vida social ou romântica por causa da sua aparência. Obviamente estas crenças são falsas.

Além disso, para escapar do julgamento alheio, pode ser tentador ficar isolado, mas isso só contribuirá para se sentir mal. Então, o que fazer? Você pode começar tendo em mente que a acne afeta até 80% dos adolescentes. É extremamente comum e pode ser reconfortante saber disso.

A seguir, você deve saber que a acne não tem nada a ver com a falta de higiene; ela é uma doença desencadeada por hormônios e que pode ser agravada pelo estilo de vida. Fatores como o estresse, uma dieta muito rica em açúcares e o uso de cosméticos inadequados podem contribuir para o desenvolvimento e para a permanência da acne.

Fatores agravantes

Tratar a acne para reduzir o impacto psicológico

A acne é uma doença e uma doença tratável. Seu tratamento pode envolver diversos profissionais de saúde.

Seu clínico geral

O seu clínico geral poderá ser a primeira pessoa a procurar se a acne estiver impactando a sua autoestima. Seu clínico geral é seu “médico pessoal”, a pessoa em quem você sente que pode confiar e conversar. Há mais chances de melhora se a acne foi tratada rapidamente. Seu clínico geral também poderá encaminhá-lo a um dermatologista.

O dermatologista

Ele é o médico especializado em pele. Primeiro, o dermatologista irá avaliar a natureza e a severidade da acne para sugerir tratamentos apropriados. Ele também pode dar conselhos sobre higiene diária, que devem ser seguidos tão rigorosamente quanto o tratamento para garantir que a pele esteja em boas condições. 

 

Cuidando da pele com tendência à acne

DICA SIMPLES (E DE ESPECIALISTA) 

Pode ser difícil lidar com a acne em ambientes sociais, mas ficar isolado nunca é a resposta.  

Quer a acne requeira ou não tratamento dermatológico, a pele precisa de cuidados! Em caso de dúvidas, pedir ajuda nunca é demais para encontrar os produtos certos. A pele enfraquecida por tratamentos não tem as mesmas necessidades que a pele que é “apenas” oleosa e com manchas. E, mais uma vez, produtos inadequados podem levar a surtos de acne.

Também é uma opção usar maquiagem caso você tenha acne no seu rosto. De corretivos básicos a bases e cremes coloridos, o melhor é escolher produtos não comedogênicos, que permitem que a pele respire. E, é claro, a maquiagem precisa ser removida todas as noites e as espinhas não devem ser espremidas, caso contrário, acabarão ficando piores.

As ações corretas a serem tomadas para reduzir o impacto psicológico da acne

Seguir o tratamento e/ou uma rotina diária de cuidados com a pele com os produtos certos é o primeiro passo para dizer adeus à acne. Mesmo que o caminho pareça longo, é importante não desanimar! A disciplina é fundamental.

Cuidando da pele com tendência à acne

Da mesma gama

Nossas soluções para cuidar da sua pele com tendência à acne

Os produtos Eau Thermale Avène foram desenvolvidos para reconciliar você e a sua pele

Cleanance Comedomed

Cleanance Comedomed

Acalma - Mattifica - Reduz imperfeições

Voltar ao topo